acalenta

 
Registro: 31/07/2010
Toda mente é um cofre. Não existem mentes impenetráveis, apenas chaves erradas.
Pontos93Mais
Próximo nível: 
Pontos necessários: 107

A procura da Serenidade...

10/08/2017       

Open in new window


Serenidade flui dos teus olhos,
preciso partir, ao longe você me busca.
sentindo soprar o vento nos meus cabelos,
quando cai a tarde, sereno molha meu rosto

Nesse caminhar da luz me perco na escuridão dos
meus pensamentos
Onde vou, quando vou, irei chegar?
Partirei a caminho da sua serenidade
quem sabe assim não ficarei na escuridão.

Partindo estou, ao encontro da paz do seu sorriso.
Do aconchego dos seus braços, do calor do seu corpo.
E do mel de seus beijos.

Me de a serenidade desse seu sorriso
.




Acalenta (maria jose)


Leia mais: https://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=326715 © Luso-Poemas