dulcor

 
Registro: 30/09/2007
Pontos155Mais
Próximo nível: 
Pontos necessários: 45
Último jogo
Farm Days

Farm Days

Farm Days
9 horas h

Índice do amor

12/06/2019       

O amor é um sentimento curioso e por si só mostra que não se deve brincar com ele.

É o mais mercenário de todos os sentimentos, visto que sem reciprocidade não sustenta uma relação.

É o único sentimento que traz consigo uma série de outros sentimentos, sejam eles bons ou ruins, como carinho, amizade, ciúme, sentimento de posse, egoísmo... E por favor, sem a hipocrisia de desdenhar o ciúme e o egoísmo. Isso é muito bonito quando se fala de amor de maneira superficial. Não rola isso de “deixar as borboletas livres...”. No sentido figurado pode até soar bonito e agradável, mas na realidade é diferente. Quem ama sente ciúme e se sente dono, embora seja elegante negar isso.

A dor de uma decepção amorosa é mais intensa do que a felicidade que o sentimento pode proporcionar.

“O amor é um demônio”, já dizia Platão.

Ainda que estatisticamente o amor possa causar mais estragos do que edificar, as pessoas não abrem mão da oportunidade de amar. Será por quê?

Porque é amor. A gente não sabe porque, o que é, como é... Se soubesse, seria qualquer outro sentimento, não amor.

Não sabemos o que é amor. É tolo aquele que tenta defini-lo, embora seja essa tolice que nos brinda com o melhor da arte, seja na pintura, escultura, música, poesia...

O amor mesmo, o legítimo, acontece raramente em uma vida, talvez até uma única vez, porque o amor é lapidado para ser consolidado como tal.

Somente o amor tem as rédeas da fidelidade, porque quem ama não é fiel a alguém e sim ao sentimento que possui, fazendo concluir que se trata da fidelidade a si mesmo, não a outrem.

Não banalize o amor. Falar de amor ou que ama a torto e a direito não faz de ninguém um experiente no sentimento. Quem resume o amor a palavras se preocupa mais em convencer que ama do que propriamente amar. Trata-se de um vil e fútil que no fundo é incapaz de amar ao banalizar um sentimento que não pode ser subestimado.

Amar, de verdade, é para poucos... raros... Porque só o amor nos consagra como ser humano.

 

FSdN

 

https://www.youtube.com/watch?v=D9ccBkWgxj4