dulcor

 
Registro: 30/09/2007
Pontos155Mais
Próximo nível: 
Pontos necessários: 45
Online agora

Eu nunca vi... [mulheres que amamentam]

22/07/2019       

Nesse mundão de Deus existem muitas coisas e fatos que as pessoas contam e eu nunca vi.

Mas devemos separar o joio do trigo. Existe aquilo que de fato existe, mas nunca vi; aquilo que pode ou não existir e que nunca vi; e aquilo que nunca vi porque simplesmente não existe.

Por exemplo: eu nunca vou ver um velhinho montado num trenó que voa puxado por renas. Não existe.

Do mesmo modo, nunca vi um Objeto Voador Não Identificado (OVNI), seja uma nave extraterrestre ou simplesmente um objeto indefinido. Pode existir? sim, existe essa possibilidade, mas nunca vi.

Hoje perambulando pela página do UOL esbarrei na matéria intitulada “Sabrina Sato é uma mulher que amamenta: Por que meu corpo te incomoda?”, na qual fica implícito que algumas pessoas parecem se incomodar diante da cena de amamentação em público.

Eis uma coisa que nunca vi, embora não duvide que exista.

Eu viajo diariamente por meio dos transportes públicos mais populares e movimentados, cuja cena de amamentação é regular, mas nunca vi no trem, metrô ou ônibus alguém se incomodar com uma mãe amamentando.

Muitas vezes andei pelos principais centros mais movimentados da cidade do Rio de Janeiro (Copacabana, Centro, Botafogo etc) nos quais o que não falta é cena de amamentação, mas nunca vi ninguém se manifestar contra isso.

O incômodo diante de uma mulher que amamenta parece aquelas notícias de Facebook. Noticiam o fato, mas não dizem quando, onde, os envolvidos, ou pelo menos duas pessoas que possam servir de testemunhas.

Certamente existe quem se incomode com uma cena de amamentação e se manifeste diante da cena, mas qual o propósito de tornar ou referir-se a esse fato como se ele fosse algo que acontecesse regularmente?

A cena de uma mulher amamentando é algo quase sagrado, e ainda que haja quem se incomode com isso, acho pouco provável que se manifeste diante do incômodo. A rejeição popular da atitude seria capaz de provocar um linchamento.

Definitivamente eu não entendo o porquê de promover uma atitude rara em algo que acontece regularmente.

Isso me parece um comportamento de feministas extremas.

O feminismo saudável é útil para galgar um posicionamento cada vez mais justo para a mulher em nossa sociedade. Ela quer e merece isso e nós homens precisamos disso, ainda que muitos de nós não queiramos reconhecer.

Mas o feminismo extremo prejudica a causa porque, ao promover a importância das mulheres na sociedade, faz uso do vitimismo no lugar de todos os outros predicados que elas possuem.

Manifestação negativa à amamentação pública existe, mas é raro e deve ser punido com rigor.

Existe, mas eu nunca vi.

 

FSdN

 

https://www.youtube.com/watch?v=G9qCUv1wOF4