thales.mix

 
Registro: 13/02/2009
"QUE OS CAMINHOS SEJAM BONITOS, QUE A VIDA SEJA LEVE, QUE O DIA SEJA FELIZ...PORQUE VAI TER PAZ, VAI TER FÉ, VAI TER...AMOR!!!"
Pontos150Mais
Próximo nível: 
Pontos necessários: 50
Último jogo

UMA CANÇÃO PRÁ TI

02/03/2012       

https://www.youtube.com/watch?v=Y5wuDUBt2Sk

DESPEDIDIA

02/03/2012       

DESPEDIDA

Existem duas dores de amor:
A primeira é quando a relação termina e a gente,
seguindo amando, tem que se acostumar com a ausência do outro, 
com a sensação de perda, de rejeição e com a falta de perspectiva,
já que ainda estamos tão embrulhados na dor
que não conseguimos ver luz no fim do túnel.

A segunda dor é quando começamos a vislumbrar a luz no fim do túnel.

A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos e abraços,
a dor de virar desimportante para o ser amado.
Mas, quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida:
a dor de abandonar o amor que sentíamos. 
A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre, 
sem sentimento especial por aquela pessoa. Dói também…

Na verdade, ficamos apegados ao amor tanto quanto à pessoa que o gerou. 
Muitas pessoas reclamam por não conseguir se desprender de alguém.
É que, sem se darem conta, não querem se desprender.
Aquele amor, mesmo não retribuído, tornou-se um souvenir, 
lembrança de uma época bonita que foi vivida…
Passou a ser um bem de valor inestimável, é uma sensação à qual 
a gente se apega. Faz parte de nós. 
Queremos, logicamente, voltar a ser alegres e disponíveis, 
mas para isso é preciso abrir mão de algo que nos foi caro por muito tempo,
que de certa maneira entranhou-se na gente, 
e que só com muito esforço é possível alforriar.

É uma dor mais amena, quase imperceptível. 
Talvez, por isso, costuma durar mais do que a ‘dor-de-cotovelo’
propriamente dita. É uma dor que nos confunde. 
Parece ser aquela mesma dor primeira, mas já é outra. A pessoa que nos 
deixou já não nos interessa mais, mas interessa o amor que sentíamos por 
ela, aquele amor que nos justificava como seres humanos, 
que nos colocava dentro das estatísticas: “Eu amo, logo existo”.

Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo. 
É o arremate de uma história que terminou, 
externamente, sem nossa concordância,
mas que precisa também sair de dentro da gente… 
E só então a gente poderá amar, de novo.

VIVER UM GRANDE AMOR...

04/02/2012       

VIVA UM GRANDE AMOR...

 

DÁ A SENSAÇÃO QUE AO DOBRAR QUALQUER ESQUINA, ALI

ESTÁ A NOS ESPERAR UM GRANDE AMOR...

MAS UM GRANDE AMOR, TEM QUE SER GRANDE E DE TÃO GRANDE AMOR, PARA NOS COMPLETAR, SEJA SUFICIENTE APENAS AMAR.

ESSA É A RECEITA MAIS SIMPLES DE UM GRANDE AMOR... AMAR

E SENDO UMA RECEITA SIMPLES, PARA SE ENCONTRAR UM GRANDE AMOR BASTA AMAR INICIALMENTE A SI, DEPOIS AMAR A BELEZA DA VIDA E A BELEZA DE CADA SER NA CRIAÇÃO.

PARA AMAR É PRECISO APREDER A RIR DE SI MESMO AO ACHAR-SE ASSIM APAIXONADO, É PRECISO SENTIR SAUDADES NA DISTÂNCIA, É PRECISO DIALOGAR NAS DIFERENÇAS E NÃO BASTA SER FIEL, É PRECISO LEALDADE E COMPANHEIRISMO, É PRECISO TAMBÉM SER AMIGO, PARA AJUDAR NOS TROPEÇOS,

E PRECISO SER INTEIRO E SE DOAR INTEIRAMENTE AO AMOR DE TAL FORMA QUE SEJAM UM, NUMA UNIDADE MÚLTIPLA DE GOSTOS, DE EXPERIÊNCIAS E DE SONHOS E QUE AO SEREM UM CAMINHEM NA MESMA DIREÇÃO.

È PRECISO SER CORAJOSO E ASSUMIR O AMOR, NA CORAGEM DE SER VOCE E DE COMPRENDER O OUTRO, NO RESPEITO TOTAL A VOCE E AO SEU AMOR.

QUE O SEU GRANDE AMOR ESTEJA VIVO EM TI, IMPRESSO NA TUA ALMA, COMO PARTE DE TI .

QUE SEU AMOR FLORESÇA E TRAGA-LHE O PERFUME E O ENCANTO DE AMAR A QUALQUER ÉPOCA DO TEMPO.

E QUE SEJA AMOR VERDADEIRO, AMOR COMPANHEIRO, AMOR QUE BRINDE A BELEZA DA VIDA E DO AMAR, QUE NÃO SEJA UM AMOR EGOISTA E PEQUENO, MAS HUMANO, BELO E SIMPLES, ASSIM COMO É GRANDE A ARTE DE AMAR....

 

https://www.youtube.com/watch?v=4wxA7nurXi4

QUE DEUS ABENÇÕE TODAS VCS, MEUS ANJOS E MINHAS PRINCESAS

14/01/2012       

https://www.youtube.com/watch?v=D38CH9zmG2w

OBRIGADO SENHOR

14/01/2012       

https://www.youtube.com/watch?v=ZCXh70eHSw4

cecilia meireles

22/03/2011       

https://www.youtube.com/watch?v=M8pkZ9NiouA

NEM TUDO É FÁCIL

22/03/2011       

É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste.
É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada
É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.
É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia.
É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.
É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.
Se você errou, peça desculpas…
É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado?
Se alguém errou com você, perdoa-o…
É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender?
Se você sente algo, diga…
É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar
alguém que queira escutar?
Se alguém reclama de você, ouça…
É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você?
Se alguém te ama, ame-o…
É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz?
Nem tudo é fácil na vida…Mas, com certeza, nada é impossível
Precisamos acreditar, ter fé e lutar
para que não apenas sonhemos, Mas também tornemos todos esses desejos,
realidade!!!

Cecília Meireles

adoro voar!!

13/10/2010       

BOM DIA...

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo,
já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo,
já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já passei noites chorando até pegar no sono,
já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já amei pessoas que me decepcionaram,
já decepcionei pessoas que me amaram.
já tive tanta certeza de mim,
ao ponto de querer sumir.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava,
para mais tarde chorar quieto em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza,
já chorei de tanto rir.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar,
já calei quando deveria gritar.
Já contei piadas e mais piadas sem graça,
apenas para ver um amigo feliz.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade...
Já tive medo do escuro, hoje no escuro
"me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer,
já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já chamei pessoas próximas de "amigo"
e descobri que não eram...
Não me dêem fórmulas certas,
porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim,
porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou,
não me convidem a ser igual,
porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade,
não sei viver de mentiras,
não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesmo, mas com certeza
não serei o mesmo pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos,
das bebidas mais amargas,
das idéias mais insanas,
dos pensamentos mais complexos,
dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

Clarice Lispecto

Motivo

01/07/2010       

Motivo


Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.


Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.


Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
— não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.


Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
— mais nada.

Cecília Meireles

Páginas: 4