birdseed

 
Registro: 04/06/2012
Sejamos pessoas boas, corações generosos, doadores, caridosos em essência Divina... e assim, através de nosso querer, repartir.
Pontos145Mais
Próximo nível: 
Pontos necessários: 55
Último jogo

As 40 Regras do Amor - SHAMS DE TABRIZ

12/12/2018       


http:images?q=tbn:ANd9GcTHsv2B447uCbyZpvw2yyJ_5taaIe4EMyhW-rI3TbrkWW_VA-qK
Regra 1

A forma como vemos Deus é um reflexo da forma como nos vemos a nós próprios. Se Deus nos traz à mente, principalmente, medo e culpa, isso significa que existe muito medo e culpa dentro de nós. Se vemos Deus como cheio de amor e de compaixão, assim, nós também seremos cheios de amor e compaixão.

Regra 2

O caminho para a Verdade é um trabalho do coração e não um trabalho da cabeça. Faça do coração o seu principal guia! Não a sua mente. Conheça, desafie, e finalmente, prevaleça sobre o seu ego com o seu coração. O conhecimento do seu ego o levará ao conhecimento de Deus.

Regra 3

Você pode estudar Deus através de tudo e todos no universo, porque Deus não está confinado numa mesquita, sinagoga ou numa igreja. Mas se você ainda tem a necessidade de saber onde é exatamente a Sua morada, existe apenas um lugar para procurá-lo: no coração de um verdadeiro amante.

Regra 4

O intelecto e o amor são feitos de diferentes materiais. O intelecto ata as pessoas em nós e não arrisca nada, mas o Amor desata todos os nós e os respetivos emaranhados, e arrisca tudo. O intelecto é sempre cauteloso e aconselha, "Cuidado com o excesso de felicidade", enquanto o amor diz: "Oh, não importa! Mergulhe!" O intelecto não se quebra facilmente, enquanto que o Amor pode reduzir-se facilmente em escombros. Mas os tesouros continuam estão escondidos entre as ruínas. Um coração partido esconde muitos tesouros.

Regra 5

A maioria dos problemas do mundo derivam de más interpretações e mal-entendidos. Nunca acredite nas palavras num sentido literal. Quando você entra na zona do amor, a linguagem, como a conhecemos torna-se obsoleta. Aquilo que não pode ser colocado em palavras, só pode ser compreendido através do silêncio.

Regra 6

Solidão e solitude são duas coisas diferentes. Quando você está solitário, é fácil iludir-se e acreditar que você está no caminho certo. A solitude é melhor para nós, e significa estar sozinho sem, no entanto, se sentir solitário. Mas eventualmente, será a melhor maneira para encontrar uma pessoa que será o seu reflexo. Lembre-se, apenas no coração de outra pessoa você pode realmente ver-se a si mesmo e sentir a presença de Deus dentro de você.

Regra 7

O que quer que aconteça na sua vida, e não importa o quão perturbador as coisas possam parecer, nunca entre nas proximidades do desespero. Mesmo quando todas as portas permanecem fechadas, Deus abrirá um novo caminho somente para você. Agradeça! É fácil ser grato quando tudo está bem. Um Sufi é grato não só pelo que lhe foi dado, mas também por tudo aquilo que lhe foi negado.

Regra 8

A paciência não significa resistir passivamente. Significa olhar para o fim de um processo. O que significa paciência? Significa olhar para o espinho e ver a rosa, olhar para a noite e ver o amanhecer. Impaciência significa ser míope por não ser capaz de ver o resultado. Os amantes de Deus nunca ficam sem paciência, pois sabem que o tempo é necessário para que a lua crescente se torne cheia.

Regra 9

Leste, oeste, sul ou norte fazem pouca diferença. Não importa o seu destino, apenas certifique-se de fazer de cada viagem uma viagem para dentro de si próprio. Se viajar dentro de você, você vai viajar pelo mundo inteiro e além.

Regra 10

A parteira sabe que quando não existe dor, o caminho para o bebé nascer não pode ser aberto, e a mãe não pode dar à luz. Da mesma forma, para um novo eu nascer, as dificuldades são necessárias. Assim como o barro precisa passar por um calor intenso para se tornar forte, o Amor só pode ser aperfeiçoado através da dor.

Regra 11

A busca por Amor transforma o buscador. Não existe buscador entre aqueles que buscam o Amor que não tivesse amadurecido durante o Caminho. No momento em que você começa a procurar o Amor, você começa a mudar por dentro e por fora.

Regra 12

Existem mais falsos gurus e mestres neste mundo do que o número de estrelas no universo visível. Não confunda as pessoas que estão centradas no poder e no egocentrismo com os verdadeiros mestres. Um verdadeiro mestre espiritual não vai dirigir a sua atenção para si mesmo e não vai esperar nenhuma obediência absoluta ou admiração de você, mas em vez disso vai ajudá-lo a apreciar e admirar o seu eu interior. Os verdadeiros mestres são transparentes como o vidro. Eles deixam a luz de Deus passar através deles.

Regra 13

Tente não resistir às mudanças, que vêm na sua direção. Em vez disso, deixe a vida viver através de você, e não se preocupe se a sua vida está se virando da cabeça para baixo. Como você sabe que o lado a que você está acostumado é melhor do que aquele que está por vir?

Regra 14

Deus está ocupado com a conclusão do Seu trabalho, tanto externamente e interiormente. Ele está totalmente ocupado com você. Cada ser humano é um trabalho em andamento, e que é lento, mas inexoravelmente movendo-se para a perfeição. Cada um de nós é um obra de arte inacabada, que igualmente, aguarda e se esforça para ser terminada. Deus lida com cada um de nós separadamente, porque a humanidade é uma bela e apurada arte de caligrafia, onde cada marca é igualmente importante para a imagem completa.

Regra 15

É fácil você amar um Deus perfeito, imaculado e infalível, que Ele é. O que é muito mais difícil é amar o seu companheiro ser humano com todas as suas imperfeições e defeitos. Lembre-se, só se pode conhecer aquilo que se é capaz de amar. Não há sabedoria sem Amor. A menos que aprendamos a amar a criação de Deus, não podemos amar verdadeiramente, nem conhecer verdadeiramente Deus.

Regra 16

A verdadeira fé é aquela que está dentro de nós. O resto facilmente se pode lavar. Existe apenas um tipo de sujeira que não pode ser lavada com água pura, e que é a mancha do ódio e do fanatismo que contamina a alma. Você pode purificar o seu corpo através da abstinência e do jejum, mas só o Amor vai purificar o seu coração.

Regra 17

Todo o universo está contido num único ser humano - você. Tudo o que você vê ao redor, incluindo as coisas que você pode não gostar e até mesmo as pessoas que o aborrecem ou despreza, estão presentes dentro de você, em diferentes graus. Portanto, não procure Sheitan (o diabo) fora de si mesmo. O diabo não é uma força extraordinária que ataca pelo lado de fora. É uma voz ordinária dentro de você mesmo. Se você se autoconhecer completamente, está se enfrentando com toda a honestidade e com toda a rigidez.

Regra 18

Se você quer mudar a forma que os outros o tratam, você deve primeiramente mudar a maneira que você se trata, completa e sinceramente, não há nenhuma outra maneira que você possa ser amado. Uma vez que você alcance esse estágio, contudo, seja sempre grato por cada espinho que os outros possam atirar em você. É um sinal de que brevemente será banhado em rosas.

Regra 19

Não se preocupe aonde a estrada irá levá-lo. Em vez disso, concentre-se no seu primeiro passo. Essa é a parte mais difícil, e é disso que você é responsável. Depois de dar esse passo, deixe tudo ocorrer naturalmente e tudo o resto se seguirá. Não vá com o fluxo. Seja o fluxo.

Regra 20

Fomos todos criados à Sua imagem, e ainda assim fomos criados como seres únicos e diferentes. Não existem duas pessoas iguais. Nenhum coração bate ao mesmo ritmo. Se Deus quisesse que todos fossem iguais, ele teria feito isso. Portanto, desrespeitar as diferenças e impor os seus pensamentos sobre os outros é desrespeitar o sagrado esquema de Deus.

Regra 21

Quando um verdadeiro amante de Deus entra numa taverna, a taverna torna-se a sua câmara de oração, mas quando um bebedor de vinho entra na mesma câmara, ela torna-se a sua taverna. Em tudo o que fazemos, são os nossos corações que fazem a diferença, não a (nossa) aparência exterior. Os Sufis não julgam as outras pessoas sobre a sua aparência ou nem mesmo por quem são. Quando um Sufi olha para alguém, ele mantém os dois olhos fechados, e em vez disso abre o seu terceiro olho - o olho que vê o reino interior.

Regra 22

A vida é somente um empréstimo temporário, e este mundo não é nada além de um esboço ou uma imitação da realidade. Somente as crianças confundem um brinquedo com a realidade. E, no entanto, os seres humanos apaixonam-se pelo brinquedo ou desrespeitosamente quebram-no ou jogam-no para o lado. Nesta vida fique longe de todos os tipos de extremidades, pois elas vão destruir o seu equilíbrio interior. Os Sufis não vão aos extremos. Um Sufi permanece sempre suave e moderado.

Regra 23

O ser humano tem um lugar único na criação de Deus. "Eu respirei nele o Meu Espírito", diz Deus. Todos, e cada um de nós, sem exceção, é projetado para ser o representante de Deus na Terra. Pergunte a si mesmo, quantas vezes você se comporta como um delegado Dele, ou se você já fez alguma vez isso? Lembre-se, ele desceu sobre cada um de nós para descobrirmos o Espírito divino dentro de nós e vivermos por Ele.

Regra 24

O inferno está aqui e agora. Assim como também está o céu. Pare de se preocupar com o inferno ou sonhar com o céu, porque ambos estão presentes dentro deste mesmo momento. Cada vez que amamos, ascendemos ao céu. Toda vez que odiamos, invejamos ou lutamos com alguém caímos diretamente no fogo do inferno.

Regra 25

Cada leitor compreende o sagrado Alcorão com um nível diferente consoante a profundidade da sua compreensão. Há quatro níveis de discernimento. O primeiro nível é o significado exterior e é aquele que a maioria das pessoas estão conscientes. Em seguida é o nível interior. Em terceiro, há o interior do interior. E o quarto nível é tão profundo que não pode ser colocado em palavras, e portanto, é obrigado a permanecer indescritível.

Regra 26

O Universo é um ser. Tudo e todos estão interligados através de uma teia invisível de histórias. Estejamos conscientes disso ou não, estamos todos num diálogo silencioso. Não faça mal. Pratique a compaixão. E não tagarele por trás de ninguém - nem sequer faça uma observação aparentemente inocente! As palavras que saem das nossas bocas não desaparecem, porque elas são perpetuamente armazenadas no espaço infinito, e elas vão voltar para nós no seu devido tempo. A dor de um homem vai magoar-nos a todos. A alegria de um homem fará todos sorrirem.

Regra 27

O que quer que você fale, seja por bem ou por mal, de alguma forma, isso um dia voltará para você. Consequentemente, se alguém abriga maus pensamentos acerca de você, similarmente dizendo coisas más sobre essa pessoa você só fará as coisas tornarem-se piores. Você será preso num círculo vicioso de energia maléfica. Em vez disso, passe 40 dias e 40 noites a dizer e a pensar coisas boas acerca dessa pessoa. Tudo será diferente no final desses 40 dias, porque você vai se tornar muito diferente no seu próprio interior.

Regra 28

O passado é uma interpretação. O futuro é uma ilusão. O mundo não se move através do tempo em uma linha reta, procedendo do passado para o futuro. Em vez disso, o tempo passa através, e dentro de nós, numa espiral interminável. A eternidade não significa tempo infinito, mas significa simplesmente intemporalidade. Se você quiser experimentar a iluminação eterna, coloque o passado e o futuro fora da sua mente e permaneça dentro do momento presente.

Regra 29

O destino não significa que sua vida tenha sido estritamente predeterminada. Portanto, deixar tudo para o destino e não contribuir ativamente para a música do universo é um sinal de pura ignorância. A música do universo é toda-impregnante, e é composta de 40 níveis diferentes. O seu destino corresponde ao nível em que você toca a sua melodia. Você pode não mudar o seu instrumento, mas o quão bem você o toca está inteiramente nas suas mãos.

Regra 30

O verdadeiro Sufi é tal que, mesmo quando ele é injustamente acusado, atacado e condenado por todos os lados, ele pacientemente resiste e suporta, nunca proferindo uma única palavra ruim para qualquer um dos seus críticos. Um Sufi nunca atribui a culpa a ninguém. Como pode haver oponentes ou rivais ou mesmo "outros" quando não há nenhum "eu" em primeiro lugar? Como pode haver alguém para culpar quando existe apenas Um?

Regra 31

Se você quiser fortalecer a sua Fé, você vai precisar suavizar o seu interior. Para que a sua Fé seja sólida como uma rocha, o seu coração precisa ser suave como uma pluma. Através de uma doença, de um acidente, de uma perda ou de susto, todos nós somos confrontados com incidentes que nos ensinam a tornarmo-nos menos egoístas e críticos, e a tornarmo-nos mais compassivos e generosos. Alguns de nós conseguem aprender a lição e conseguem tornar-se mais suaves, enquanto outros acabam se tornando ainda mais ásperos do que antes...

Regra 32

Nada e ninguém deve ficar entre você e Deus. Nenhum imã, nenhum padre, nenhum sacerdote ou qualquer outro "guardião" da moral e da religião. Nem mesmo nenhum mestre espiritual ou nem mesmo a sua fé. Acredite em seus próprios valores e nas suas próprias regras, mas nunca se torne um senhor sobre os outros. Se você continuar quebrando o coração das outras pessoas, qualquer dever religioso que você executar não terá um bom resultado. Fique longe de todos os tipos de idolatria, pois eles vão desfocar a sua visão. Deixe que Deus e somente Deus seja o seu guia. Aprenda a Verdade, meu amigo, mas tenha cuidado para não fazer fetiches das suas verdades.

Regra 33

Enquanto todos neste mundo se esforçam para chegar a algum lugar e se tornarem alguém, apenas para depois deixarem tudo para trás após a sua morte, você aponta para o palco supremo do nada. Viva esta vida como a luz e como o vazio, tal como o número zero. Nós não somos diferentes de um pote. Não é a decoração exterior, mas o vazio do seu interior que nos torna úteis. Assim, não é o que aspiramos alcançar, mas a consciência do nada e do vazio que nos faz continuar.

Regra 34

A Submissão não significa ser fraco ou passivo. Não leva a nenhum fatalismo ou capitulação. Ela é exatamente o oposto. O seu verdadeiro poder reside na submissão a um poder que vem do interior. Aqueles que se submetem à essência divina da vida viverão numa tranquilidade e numa paz imperturbável, mesmo que o mundo passe por muitas turbulências.

Regra 35

Neste mundo, não são as similaridades ou as regularidades que nos levam a seguir um passo em frente, mas são os opostos. E todos os opostos existentes no universo estão presentes dentro de cada um de nós. Consequentemente o crente precisa de encontrar o incrédulo que reside dentro de si próprio. E o incrédulo deve conhecer o crente silencioso dentro dele. Até ao dia em que se chega ao estágio do ser humano perfeito a Fé é um processo gradual e requer o seu aparente oposto: a descrença.

Regra 36

Este mundo é erigido sobre o princípio da reciprocidade. Nem uma gota de bondade, nem um grão de maldade, permanecerão incorrespondidos. Se alguém está armando uma armadilha, lembre-se, Deus também está. Ele é o maior conspirador. Nem mesmo uma folha de uma planta ou de uma árvore se agita sem o conhecimento de Deus. Simplesmente (e totalmente) acredite nisso. O que quer que Deus faça, ele faz perfeitamente.

Regra 37

Deus é um fabricante meticuloso. Tão precisa é a Sua ordem que tudo na terra acontece em seu próprio tempo. Nem um minuto atrasado, e nem um minuto mais cedo. E para todos, sem exceção, o relógio funciona com total precisão. Para cada um, há um tempo para amar e um tempo para morrer.

Regra 38

Nunca é tarde demais para se perguntar a si mesmo: "Estou pronto para mudar a vida que estou vivendo? Estou pronto para mudar dentro de mim? Mesmo que um único dia na sua vida seja igual ao dia anterior, isso será certamente de lamentar. A cada momento e a cada novo fôlego, somos renovados. Há apenas uma maneira de nascer numa nova vida: morrer antes da morte.

Regra 39

Enquanto as partes mudam, o todo permanece sempre o mesmo. Por cada ladrão que parte deste mundo, nasce um novo ladrão. E por todos os pais que morrem neste mundo um novo filho nasce. Desta forma, não só nada permanece o mesmo, mas como também nada realmente muda. Para cada Sufi que morre, outro Sufi nasce em algum lugar.

Regra 40

Uma vida sem Amor não conta. Não pergunte a si mesmo qual o tipo de Amor que você deve procurar, espiritual ou material, divino ou mundano, oriental ou ocidental. As divisões só levam a mais divisões. O Amor não tem rótulos, nem definições. É o que é, puro e simples. O Amor é a água da vida. E um amante é uma alma de fogo! O universo se transforma quando o fogo ama a água.

Os Elementais São Parceiros na Manifestação da LUZ

05/12/2018       


natureza.jpg


Os elementais não estão aqui para que possamos conversar com eles, mas podemos contata-los, comanda-los a atuar sobre os quatro elementos da Terra, e isso inclui nossos quatro corpos inferiores, uma vez que somos UM com a Mãe Terrenal (Mãe Divina atuando na Terra), pois estamos dentro de seu útero.

Por isso nós podemos e devemos pedir aos elementais que se acalmem, se harmonizem. Podemos e devemos, pedir a Elohim, para que purifiquem os elementais e os libertem das mas influências astrais dos magos negros e da poluição gerada pela desarmonia da humanidade. Isso pode salvar a humanidade de verdadeiros desastres naturais.

Elementais da natureza, transtornados com tanto ódio gerado pela ignorância de certos humanos, precisam ser acalmados, harmonizados, para que não reflitam nos elementos da natureza, a desordem que sentem em seus corações.
Os Elohim são os construtores da forma; "No Princípio Deus Criou o Céu e a Terra".

Servindo diretamente sob os Elohim, estão os quatro seres que comandam os elementais. "As Quatro Forças  Cósmicas" que detém o domínio sobre os elementais, Oromasis e Diana liderando as Salamandras, Áries e Thor Liderando as Sílfides, Netuno e Luara, liderando as Ondinas, Virgo e Pelleur liderando os Gnomos.

Os elementais do fogo, as Salamandras, guardam os mistérios e segredos do elemento fogo, que correspondem ao plano etéreo e ao corpo da memória. As Salamandras sabem exatamente quando fogo físico se transforma no fogo sagrado do plano etéreo. Elas podem ser muito úteis, para elevar as energias de um ambiente antes de um trabalho espiritual.

Podemos enxergar o fogo físico com nossos olhos físicos, mas só enxergamos o fogo etéreo, com nosso olho etéreo. O terceiro olho. O olho que está localizado em nossa testa, entre nossas sobrancelhas.

É com a invocação deste fogo etéreo que purificamos as pessoas e ambientes de toda a energia mal qualificada. Todas as chamas, de todos os raios, são o poder das salamandras em ação.

Os elementais do ar, as Sílfides, que servem o domínio dos céus, purificando o ar e o sistema de pressão do ar. Os elementais do ar mantêm acesa, a chama para o reino da mente, que corresponde ao plano ou corpo do ar.

Os elementais da água, as Ondinas, que trabalham com os oceanos, com os rios, com os lagos, e com os pingos de chuva, fazendo sua parte na reformação do corpo físico da terra e do ser humano. As Ondinas também governam os ciclos da fertilidade e do elemento água ou corpo emocional.

Os elementais da terra, os Gnomos que servem no plano quase físico, vivendo em uma oitava física elevada. Algumas pessoas podem vê-los de relance, tendo a certeza de ter visto algo.

Os Gnomos preservam o corpo da Terra ou físico, mantêm o equilíbrio das forças naturais do planeta e veem que todas as necessidades diárias de todos os seres vivos sejam atendidas. Também muito conhecidos e falados, os Duendes são Gnomos responsáveis pelas pedras, gemas preciosas e os metais.
Duende.jpg
É o Gnomo que faz com que um animal que está com sede no deserto caminhe em direção à água que procura, mesmo que morra na busca o animal sempre está na direção certa.

O animal que está com sede só pensa na água. "Eu quero água, eu quero água, eu quero água....." ele não questiona se está em um deserto ou não, sendo assim levado pelo gnomo para a água.

Todos  vimos que durante este Tsunami que atingiu a Ásia, nenhum animal foi encontrado morto. Foram os Gnomos de Deus que salvaram os animais, como também, todos os seres espiritualizados que “ouvem” os chamados do mundo espiritual, por estarem sintonizados com sua luz interior. Tribos inteiras de indígenas mais ligados na espiritualidade, saíram da área de perigo, salvando-se da tragédia que atingiu tantas pessoas.

O homem materialista, sempre questiona, mas sem direcionar a Deus e seus anjos suas dúvidas. Assim, ele acaba indo a uma direção oposta, levado por seres sem luz que vem para sugar toda a sua energia. O Homem materialista pensa: "Estou em um deserto, aqui não tem água,  e estou a pé, distante do mundo, então, morrerei com certeza". . .

Os elementais servem às hierarquias da Luz, purificando os quatro elementos do nosso planeta e os nossos quatro corpos inferiores: a memória, o mental, o emocional e o físico. Podemos e devemos, pedir aos elementais que atuem para a ordem e o progresso, para a manifestação do bem, do bom, e do belo!

A chama violeta é muito importante neste processo de purificação. Os raios, chamas sagradas, vem dos Elohim para trabalhar os quatro elementos e estas chamas sagradas, manifestam-se através dos elementais.

Por isso, quando estiver fazendo os mantras e comandos de luz, saiba que os elementais estão atuando, e isto os está libertando, porque eles se harmonizam quando trabalham com estas chamas sagradas!

Mãos a obra, invoquem o fogo sagrado dos Elohim de Deus para purificar os elementais e o planeta!

Os Guardiões do Portal

02/12/2018       


Por Jeshua através de Pamela Kribbe
11 de dezembro de 2005
 
v9d1dhqd.gif

Esta canalização foi apresentada ao vivo, no dia 11 de dezembro de 2005, em Oisterwijk, Holanda. O texto falado foi ligeiramente modificado para facilitar a leitura. 

Queridos amigos,

Hoje estou aqui com alegria e prazer, e dou minhas calorosas boas-vindas a cada um de vocês. Nosso encontro faz uma diferença. Não é apenas um discurso, no qual vocês ouvem palavras, mas a minha presença aqui, que se funde com a de vocês, cria um espaço energético que ajuda a ancorar a Luz na Terra.

Vocês são os guardiões do portal para a Luz. Vocês são aqueles que abrem a porta para a Luz, a Luz da Nova Era. O velho mundo está indo embora gradualmente. As velhas estruturas de poder e de consciência baseada no ego perderam sua força e vão submergir gradativamente no fundo do oceano. Está surgindo uma nova sociedade, um novo estado, que é baseado no amor e nos valores do coração.

Todos vocês são uma parte grande desta transformação. Às vezes, vocês não percebem suficientemente o quanto estão intimamente associados com este processo de transformação. Inclusive, a sua contribuição é diferente do que vocês geralmente pensam que ela é. Durante esta transição do velho para o novo, vocês mesmos (seus próprios corpos energéticos) é que estão mudando. Além do corpo físico que vocês habitam, vocês também são uma soma de energia, parte perceptível e parte imperceptível. Vocês todos são fontes de energia ambulantes. Cada um de vocês, individualmente, irradia uma certa vibração, um campo de energia, que afeta o seu ambiente, muitas vezes sem que vocês estejam conscientes disso. Esta radiação ou campo energético é o fator determinante de tudo que acontece ao seu redor, de tudo que vocês atraem em suas vidas. Vocês podem inclusive chamá-lo de “um estado de ser”. E é exatamente este estado de ser que permite que ocorram as mudanças na Terra. Pois, se muitos grupos de indivíduos mudarem e refinarem seu campo energético, isto atrairá uma outra realidade energética para a Terra. Esta é a transição global que está acontecendo agora e que começa diretamente no indivíduo. 
christmas-angel-3.gif
Naturalmente, existem muitos reinos ao redor da Terra – reinos astrais e espirituais – que estão querendo ajudá-los a realizar esta transformação, esta Iluminação. Mas vocês são os guardiões do portal. Vocês são aqueles que, na Terra, abrem a porta para a Luz. Se esta porta não se abre, a Luz não pode ser incorporada à Terra. Portanto, é muito importante acreditar em si mesmos, saber e sentir internamente que vocês estão fazendo exatamente o trabalho para o qual vieram à Terra.
31.gif
Todos vocês estão trabalhando no nível interno para criar uma transformação espiritual em seu ser. E foi exatamente para isto que vocês vieram: para fazer este trabalho de elevar a sua vibração num mundo que nem sempre concorda, ou até mesmo resiste às suas intenções mais puras. Vocês são os Trabalhadores da Luz, vocês são os pioneiros de uma Nova Era. Através do amor e da harmonia, vocês farão nascer a Nova Era em seus próprios corações. Desta forma, fazendo o trabalho interior, vocês atrairão uma realidade material que é muito mais bonita e sustentadora do que tem sido por várias eras. 
01ee1d89.gif

O importante não é tanto o que vocês fazem na sua vida diária ou que profissão vocês têm. Não faz nenhuma diferença se vocês são carpinteiros ou donas de casa, terapeutas ou professores. O que realmente importa é o seu “estado de ser”, a energia que vocês irradiam, a energia que vocês são. A fonte da transformação não é o que vocês fazem, mas sim o que vocês são.

Agora, Eu gostaria de lhes pedir que sintam a energia desta sala por um momento, que sintam a energia coletiva de todos nós juntos. Eu só posso estar aqui através de vocês. É só quando vocês me aceitam em seus corações, que a minha energia pode fluir para dentro e para fora de vocês aqui na Terra. Sempre que vocês abrem os seus corações para mim, Eu entro e deixo a minha Luz brilhar. Mas são vocês que abrem a porta e eu lhes agradeço por isso. Vocês estão fazendo o trabalho que vieram fazer aqui. A Terra está mudando. Um novo mundo está surgindo das cinzas dos velhos tempos.

Eu gostaria de falar alguma coisa sobre como vocês sentem esta Nova Era internamente. Não quero considerar tanto os sintomas externos, mas sim os sinais internos. Está havendo uma grande transformação no seu corpo emocional. O corpo emocional é muito sensível ao medo, à raiva e à agressão, e a todos os sentimentos fortes que tiram vocês facilmente do seu centro. Todos vocês estão trabalhando no refinamento do seu corpo emocional. Estão fazendo isto através de um processo de interiorização: assumindo a responsabilidade pelas emoções que vocês sentem, examinando-as e seguindo-as de volta à sua fonte (ou fontes). Neste processo de interiorização, vocês não procuram mais a causa (ou causas) dos seus problemas no mundo externo, mas procuram-nas dentro de si mesmos. Assim, vocês assumem a responsabilidade pela sua própria energia e este é um grande passo à frente. Logo que vocês assumem a responsabilidade por tudo que existe dentro de vocês, vocês podem se conscientizar das emoções bloqueadas e transformá-las. É exatamente nisto que vocês estão trabalhando agora.

Na Nova Era o corpo emocional vai sossegar. Vocês vão viver de um modo muito mais intuitivo do que estão acostumados. O seu ambiente também vai estar de acordo com este modo mais intuitivo de viver. Haverá paz e quietude em seus corações. Vocês sentem o quanto estão desejando isto? Eu sinto e vejo como vocês estão ansiando por um estado de consciência no qual a energia entre vocês e os outros possa correr livremente, no qual vocês possam mostrar abertamente o seu amor, no qual vocês possam confiar na segurança do mundo e nas pessoas à sua volta. Um estado de consciência no qual vocês saibam que tudo está bem, que vocês podem ser simplesmente quem vocês são.

É esta sensação de liberdade e segurança que vocês desejam. E Eu lhes digo, mais uma vez, que esta energia está totalmente disponível para vocês. Mas são vocês que devem abrir a porta para aceitar a energia divina em sua alma. Eu e muitos outros “do além” estamos bem ao lado de vocês para ajudá-los e ampará-los. Eu lhes peço, aqui e agora, que sintam a minha energia, que sintam que a minha energia está à disposição de todos vocês. Vocês estão realmente trabalhando em um novo nascimento. Sintam o silêncio em seus corações, sintam o espaço interno que lhes permite liberar as velhas energias e abrir caminho para o novo. A liberdade pela qual todos vocês estão ansiando está próxima.

Quando o novo está prestes a chegar, sempre há uma etapa difícil: a luta de morte do velho. Um momento antes do amanhecer é a hora mais escura, quando todos os velhos medos vêm à tona – toda a tristeza e raiva que vocês acumularam durante suas vidas e em muitas vidas anteriores, quando havia escuridão na Terra. Tudo isso vem à tona para ser desintegrado. Não se deixem enganar pelas aparências. É um bom sinal, um sinal de progresso, quando toda essa energia negativa entra na sua consciência. Isto significa que vocês estão suficientemente fortes para passar no teste.

Todos vocês estão trabalhando na conclusão de um ciclo de vidas que foi dominado por uma luta interior entre luz e escuridão, entre autoconsciência e ilusões do poder, medo e ignorância. Um apelo é feito a todos vocês, para que olhem nas profundezas da sua alma e encontrem a luz, a chama da luz divina lá dentro.

Agora Eu gostaria de chamar a sua atenção para três armadilhas que vocês podem encontrar ao liberar o velho. Todas elas estão relacionadas com o corpo emocional e também estão profundamente ligadas ao fato de vocês serem Trabalhadores da Luz.

1. RAIVA ESPIRITUAL
O primeiro obstáculo é a raiva. Aqui, estou falando de um tipo de raiva que é realmente motivada pelo anseio por harmonia e justiça. É o que vocês poderiam chamar de raiva espiritual. Explicarei a sua origem.

Quando vocês começaram seu ciclo de vidas na Terra, todos vocês tiveram uma inspiração. A inspiração é fortemente ligada à energia de Cristo. Minha vinda à Terra, a vinda de Jeshua (ou Jesus) foi um farol para vocês, uma fonte de inspiração. Vocês reconheceram em mim a energia que todos vocês têm dentro de si. Em épocas passadas, todos vocês tinham tomado a decisão de ancorar esta energia na Terra. Mas, no ciclo de vidas em que vocês tentaram fazer isso, vocês encontraram muita resistência. E isto causou um dano em seu corpo emocional. O corpo emocional nada mais é do que a criança dentro de vocês. Sua criança interior é a sua parte vívida, livre, que age e reage espontaneamente a partir das suas emoções. Esta criança sofreu muito, durante as vidas nas quais vocês tentaram cumprir sua missão interna de semear a energia de Cristo na Terra.

Uma parte de vocês está sempre inspirada cosmicamente e, no nível do seu Eu Superior ou alma, vocês sabem e sentem o significado de tudo que lhes acontece. Vocês podem ver as coisas do ponto de vista da luz e do conhecimento. Mas há uma outra parte de vocês que é a sua personalidade terrena. Esta é a sua criança interior ou o seu ego, é o seu lado humano, como quer que queiram chamá-lo. Neste nível de vocês, pode haver muito medo e falta de entendimento das coisas que estão acontecendo-lhes, mesmo que sua alma saiba que “está tudo bem” e que isso serve a um propósito (mais elevado).

Durante as suas vidas na Terra, muitas vezes vocês foram inspirados a plantar sementes de Luz na forma de novas idéias ou atitudes, mas freqüentemente vocês foram mal compreendidos pelo seu ambiente. Vocês foram rejeitados, negligenciados ou até aniquilados. E estas experiências lhes causaram muitos traumas emocionais. A criança dentro de vocês não entendeu porque ela havia merecido desaprovação. A sua alma entendeu, mas o seu ser terreno, o seu corpo emocional, teve que lidar com experiências profundamente traumáticas, que resultaram da perseguição, violência e desaprovação. Todos vocês carregam estes traumas dentro de si, como cicatrizes na alma.

Todos vocês vieram à Terra para trazer Luz para esta realidade, começando de uma história passada bem complicada (ver a história completa na Série Trabalhadores da Luz, no site www.jeshua.net/por). Eu só preciso mencionar que também havia uma espécie de carma pessoal envolvido, quando vocês decidiram começar seu ciclo de vidas na Terra. Houve épocas em que vocês mesmos estiveram imersos na escuridão, vivendo para conseguir poder e controle sobre as almas da Terra, entre outras. Sua missão na Terra era se redimir dessas vidas anteriores, trazendo de volta o amor e a justiça à espécie humana.

Ao mesmo tempo em que esta inspiração, esta tocha de Luz, brilhava fortemente em seus corações, havia uma falta de compreensão por parte da sua criança interna. E assim surgiu essa questão da raiva espiritual. A parte criança dentro de vocês não compreendia a sua própria contribuição cármica para a escuridão, e projetou a maldade fora de si mesma. A parte criança dentro de vocês queria lutar pelo bem e pelo justo, por razões emocionais. A parte criança dentro de vocês não compreendia a resistência e a lentidão da realidade terrena, e ficava impaciente. A raiva espiritual nasceu a partir dessa parte criança.

A raiva espiritual significa que vocês podem ser imensamente afetados pelo mal do mundo, pelo sofrimento de pessoas inocentes, pela destruição da Terra, pela destruição das plantas, das árvores e do reino animal. Todas estas coisas… a desigualdade política e social, a morte aparentemente desnecessária de milhares de crianças, as guerras, a violência… estas são questões que os afetam profundamente e que podem provocar raiva em vocês e, como resultado disso, vocês se sentem impotentes.

É característica dos Trabalhadores da Luz deixar-se levar pela raiva e ir além dos seus limites nisso. Vocês se perdem em seu desejo de mudar e melhorar o mundo. Isto pode ser uma vontade intensa de mudar as coisas no nível político ou social, ou pode se manifestar como um desejo de ajudar as pessoas em um nível pessoal, através da sua profissão ou na sua vida privada.

Cada vez que vocês sentem uma intensa indignação ou uma vontade enorme de mudar as coisas, ou sentem-se impotentes e zangados com as coisas do jeito que elas são, vocês estão na armadilha da raiva espiritual. Vocês querem muitas coisas ao mesmo tempo. Vocês não estão vendo a realidade como ela é, porque estão tomados por uma emoção, a emoção da raiva. Eu lhes peço que tomem consciência deste fato e que o liberem, porque este tipo de inspiração, que na verdade está carregada de raiva, tira vocês do seu centro. Ela não lhes proporcionará a verdadeira inspiração, a paz e a quietude do seu corpo emocional, que os ajuda a incorporar a sua Luz na Terra.

Vocês conseguem verdadeiramente incorporar sua Luz na Terra, estando inteiramente centrados no seu próprio ser, num estado mental puro e calmo. Neste estado, vocês podem sentir que estão neste mundo, mas que não são dele. Ser deste mundo significa que vocês atribuem um valor a tudo que observam com os seus sentidos: violência, guerra, doença, destruição. Se vocês observam estas coisas apenas com os seus sentidos físicos, vocês podem realmente ficar com raiva. Portanto, nós lhes pedimos que dêem um passo atrás e sintam interiormente qual a dinâmica espiritual que está ocorrendo nas coisas que os incomodam.

Existe um significado secreto no sofrimento. Cada alma, cada ser vivente aqui na Terra está aqui para se descobrir, para se expressar e aprender mais a respeito do que é ser humano e espírito ao mesmo tempo. Cada alma age de acordo com seu próprio caminho de desenvolvimento. E a vocês é pedido que respeitem isto, dando um passo para trás e concentrando-se inteiramente em si mesmos, na sua própria Luz. A energia, a verdade, a vibração que vocês irradiam em conseqüência disto, convida as pessoas (ou animais ou plantas) a entrar no seu campo de energia e experienciar uma vibração curadora. Este é o trabalho para o qual vocês vieram. Não há nenhuma necessidade de vocês ficarem nas barricadas. Não há nenhuma necessidade de vocês lutarem por isto.

Seu verdadeiro trabalho espiritual não é fazer, mas ser. Quando a sua energia espiritual está equilibrada, a energia curadora que vocês enviam para os outros flui facilmente e sem esforço físico ou mental. Ela flui leve e suavemente, sem esgotá-los. As pessoas aparecem espontaneamente no caminho de vocês e voltam-se para vocês em busca de cura.

Cada vez que vocês se fecharem na indignação e na raiva, mesmo se for devido a alguma injustiça ou sofrimento que vocês acham insuportável observar, Eu lhes peço que dêem um passo para trás e se movam para o seu próprio centro. Entrem no silêncio e aceitem essas coisas como elas são. Aceitem que tudo completa seu próprio ciclo e tem seu próprio desenvolvimento, inclusive as pessoas que lhes são mais queridas. Libertem-nas também. É suficiente que vocês estejam aí para elas, nada mais e nada menos.

2. DEPRESSÃO ESPIRITUAL
A segunda armadilha que eu gostaria de mencionar é a depressão ou melancolia. Há pouco Eu descrevi, em linhas gerais, a história na qual vocês, como Trabalhadores da Luz, foram vítimas da resistência, da perseguição e da violência. Isto deixou cicatrizes na sua alma. Isto pode ter ferido vocês tão profundamente, que vocês perderam a coragem de irradiar sua Luz novamente neste mundo. Vocês podem ficar deprimidos com freqüência e a vida pode lhes parecer sem sentido. Vocês podem sentir que não são bem-vindos neste mundo e que não se encaixam aqui com o seu tipo de energia. Vocês sentem que são diferentes.

Sentimentos de depressão ou de tristeza resultam de uma falta de autoconfiança. Por um lado, vocês podem saber muito bem que carregam uma luz espiritual dentro de si, que vocês são pessoas sensitivas, compassivas e sábias. Mas, por outro lado, há uma criança ferida dentro de vocês que deseja o reconhecimento e a apreciação do mundo exterior. Existe uma parte de vocês que implora por atenção externa e segurança. Mas parece que vocês nunca conseguem o bastante disto, ou que vocês não conseguem encontrar o tipo de reconhecimento que vocês realmente buscam, porque vocês são diferentes. Muitas vezes, o seu ambiente não reconhece o seu eu verdadeiro e, portanto, não pode admiti-los nem nutri-los.

A sua criança interior ferida nunca será curada por algo de fora, mas apenas por vocês mesmos, pelo seu próprio poder e sabedoria. Cuidando da sua própria dor e tristeza, e tendo fé em si mesmos nos momentos em que ninguém mais tem, é que vocês realmente alcançam a autoconfiança. Uma vez que vocês tenham aberto esta fonte de poder, vocês atrairão outro ambiente, um que seja o reflexo de vocês mesmos e das suas mais profundas aspirações.

Todos os que sofrem de melancolia ou depressão espiritual experimentam um desejo forte de transcender a realidade terrena e retornar a uma atmosfera de harmonia e luz, na qual prevalecem a paz e a segurança. A todos vocês Eu peço… Eu rogo às suas almas que confiem e se mantenham firmes em sua Luz interior outra vez. A Luz que provê amor e segurança está à disposição de vocês aqui e agora. Ela está ardendo em seus próprios corações e está apenas lhes pedindo que focalizem sua atenção nela outra vez. Nós (no além) estamos ansiosos para aliviar a sua carga, mas ninguém pode ajudá-los enquanto vocês não acreditarem na sua própria Luz e não a acenderem dentro de si mesmos.
christmas-angel-coloring-pages-469x304.gif
É extremamente importante que vocês não se deixem afundar em sentimentos de desânimo ou depressão. Esta é uma armadilha perigosa na qual vocês poderiam perder completamente o caminho, porque vocês perdem contato com quem vocês realmente são: o anjo, o ser de Luz que vive em vocês. Nos momentos de depressão ou nostalgia, pode lhes ser útil ficar quietos e simplesmente respirar. Prestem atenção nos movimentos da respiração através do seu corpo, e a cada inspiração e expiração, vocês podem falar em voz alta (ou suavemente por dentro): “Eu sou quem eu sou. Eu sou bom como eu sou.”

Eu os envolvo com a minha Luz. Uma vez que vocês abram ligeiramente a porta para mais autoconfiança, para o sentimento de dignidade que realmente vem totalmente do seu eu interior, a Luz brilhará dentro de vocês – a Luz do nosso próprio Eu Superior, a Luz da energia de Cristo e a Luz de todos os ajudantes, guias e anjos que os apóiam e amam nos reinos ao redor da Terra.

O tempo da transformação chegou. Neste momento, nesta época difícil, Eu lhes peço que continuem com suas cabeças erguidas e focalizem o horizonte da Nova Era. Uma realidade de harmonia e amor está esperando por vocês; é a sua herança e muitos de vocês vão experimentá-la ainda nesta vida. A chave é ter fé em si mesmos e confiar que vocês serão providos de tudo que necessitarem. Não tenham medo do escuro, porque a Luz é mais forte. A Luz nunca será derrotada. A Luz está esperando com amor e paciência até que vocês estendam suas mãos e abram a porta.

3. MEDO DA SUA PRÓPRIA FORÇA.
Finalmente, quero mencionar um outro obstáculo que causa muita comoção no seu corpo emocional. Ainda estou falando das energias que os impedem de alcançar a paz interior e a claridade. Pode ser raiva, pode ser depressão, mas também pode ser medo, e este é o terceiro obstáculo.

O medo tem a ver principalmente com a falta de confiança em suas próprias inspirações, sentimentos e intuições. Se vocês duvidam dos seus próprios sentimentos, vocês se preocupam muito e invocam toda uma série de emoções que os levam cada vez mais longe do seu centro. Quando vocês estão cheios de medo, a sua intuição é bloqueada. O intelecto e as emoções tomam as rédeas da situação e em seguida criam uma situação de pânico e caos. Pois o intelecto e as emoções precisam da intuição, do coração, como base. Só assim eles podem servi-los de uma forma útil.

Se vocês abandonarem o coração, o intelecto fará hora extra e as emoções não terão um instante de paz. Então o medo pode tomar conta de vocês e se manifestar em todos os tipos de situações. Vocês podem duvidar da sua capacidade de fazer as coisas que vocês normalmente são capazes de fazer. Vocês podem começar a questionar o óbvio e transformar tudo em problema. Uma espécie de nervosismo dentro de vocês torna-lhes impossível estar a sós consigo mesmos de uma forma quieta e pacífica.

A chave aqui é libertar-se de todas as preocupações e voltar para o coração, para os seus sentimentos. O que vocês realmente sentem, por trás de todos esses pensamentos agitados e emoções confusas? Respirando calmamente pelo abdome, vocês conseguem voltar às suas bases. Então, vocês podem sentir um alívio por dentro, um ponto de silêncio que está além dos seus pensamentos e emoções. E podem perceber os seus pensamentos e emoções como uma nuvem que os rodeia, uma nuvem na qual vocês podem focalizar ou não a sua atenção. Então vocês terão recoberto o seu senso de liberdade, a sua capacidade de escolher determinado pensamento ou emoção.

Se vocês acreditarem que os seus pensamentos são verdadeiros e que as suas emoções são verdadeiras, vocês serão totalmente absorvidos por eles e continuarão seguindo a trilha desses pensamentos e emoções. Mas é possível dar um passo para trás e dizer: “Chega. Eu abandono estes pensamentos e emoções pelo que eles são e volto ao meu centro. Vou me aprofundar em mim mesmo e sentir o que está realmente acontecendo e porque eu estou alimentando estes pensamentos e emoções agora.” Assim que vocês derem este passo para trás, vocês encontrarão a sua própria força. A sua autoconfiança fluirá livremente outra vez. As nuvens escuras se dissolverão e a paz e claridade retornarão. Este passo deve ser repetido freqüentemente, pois a natureza intuitiva, a vivência a partir do coração, ainda não se tornou evidente para vocês. Portanto, vocês experienciam muito medo.

Vocês estão liberando velhas certezas. Vocês já não confiam incondicionalmente no que seu pai e sua mãe lhes disseram, no que seus professores lhes ensinaram ou nas regras que os seus patrões lhes prescreveram. Vocês já não confiam cegamente nos resultados do intelecto ou da ciência. E vocês também sabem o quanto as suas emoções podem ser instáveis e que nem sempre elas são uma medida da verdade. Porque vocês liberaram todas estas certezas – e isto pode ser um sinal de força – os medos podem vir à tona e vocês podem sentir como se estivessem vagueando sozinhos num oceano turbulento. No entanto, é justamente esta situação que realmente os força a se voltarem para dentro e sentirem, nas profundezas do seu ser, a partir do seu próprio e único centro: “Quem sou eu? Qual é a minha posição no mundo? Eu não me deixo ser guiado pelo mundo externo, mas apenas pela minha própria bússola interna.” É através desta bússola que vocês entrarão na Nova Terra.

Toda vez que vocês entram em contato com o seu próprio centro e dão um passo para trás, vocês encontram uma claridade renovada dentro da sua alma. Desse ponto, vocês podem observar as suas emoções, sem serem absorvidos por elas. Vocês podem observar a sua raiva e enviar amor para ela. Vocês podem observar a sua depressão e estender a si próprios uma mão amiga. Vocês podem olhar para o seu medo e enviar-lhe a energia da liberação. Vocês são seu próprio Messias. Não existe nenhum Messias fora de vocês. Existem milhares de Messias querendo entrar em contato com vocês, mas somente vocês podem abrir a porta do seu coração e aceitar a Luz. Isto é basicamente do que se trata a chegada da Nova Era: vocês abrindo os seus corações. Vocês são aqueles que realmente vivem na Terra; nós somos os ajudantes. Vocês são aqueles que tomam a ação e nós só podemos ter o mais profundo respeito por isso. Nós estamos sempre à disposição para permitir que vocês compartilhem do nosso amor e da nossa luz.

Vocês são valentes, vocês são corajosos. Vocês são os guerreiros da Nova Era. Peço-lhes que acreditem no seu eu interior e na sua missão. E todas as vezes que se sentirem dominados por emoções pesadas, por pensamentos escuros, tomem uns instantes de descanso e façam contato com o seu eu interior, o centro de silêncio dentro de vocês mesmos. Esta é a âncora da Nova Era. A âncora já foi lançada. A paz já existe nos seus corações. A única coisa que vocês precisam agora é saber voltar para o coração, vez após vez, e continuar se ancorando mais e mais nesse foco de paz e claridade.

Não acreditem na comoção. Ela não lhes trará a verdade. Não acreditem no drama, nas emoções intensas. Mas acreditem, sim, na voz silenciosa, pacífica e clara dos seus corações e estejam conscientes de que vocês não estão sozinhos. Nós permanecemos ao lado de vocês, a cada passo que vocês dão neste caminho. Eu amo vocês, e peço-lhes que aceitem minhas energias de amor entre vocês. É meu desejo ardente servi-los neste momento histórico e ampará-los neste seu caminho – algumas vezes trabalhoso – em direção à Luz.


Aceitem meu amor.



Quem é Jeshua?

01/12/2018       



Conversa com Jeshua, Outubro 2002
Jeshua - Canalizadas através de Pámela Rose Kribbe
 
flor_ouro_teka_06.png

Jeshua, quem é você?

Eu sou aquele que esteve entre vocês e que vocês conheceram como Jesus.
Eu não sou o Jesus da tradição da sua igreja nem o Jesus dos seus escritos religiosos.
Eu sou Jeshua-ben-Joseph; eu vivi como um homem de carne e osso.
Eu realmente alcancei a consciência Crística antes de vocês, mas fui sustentado nisso por poderes que estão além da sua imaginação no presente momento. Minha vinda foi um evento cósmico – eu me tornei disponível para isso.

Não foi fácil. Apesar dos meus esforços, eu não consegui passar para as pessoas a grandiosidade do amor de Deus. Houve muitos mal-entendidos. Eu vim cedo demais, mas alguém tinha que vir. Minha vinda foi como atirar uma pedra num grande tanque de peixes – todos os peixes escapam e a pedra vai lá para o fundo. Ainda se notam algumas ondas, mesmo depois de tanto tempo. Pode-se dizer que o tipo de consciência que eu desejava transmitir fez seu trabalho “por baixo do pano” depois disso. Na superfície do tanque, houve uma constante agitação – surgiram diversas interpretações bem-intencionadas, mas mal orientadas, que lutaram umas contra as outras em meu nome. Aqueles que foram tocados pela minha energia, movidos pelo impulso do Cristo, não puderam verdadeiramente integrá-la à sua realidade psicológica e física.
Demorou muito tempo até que a consciência de Cristo pudesse ancorar-se na Terra. Mas agora, o momento chegou. E eu voltei e falo através de muitos, através de todos e para todos que querem ouvir-me e que chegaram a compreender-me através da quietude de seus corações.
Eu não faço sermões e eu não julgo. Minha mais sincera esperança é falar-lhes sobre a vasta e infalível presença do Amor, acessível a vocês a qualquer momento.

Sou parte de uma consciência muito maior, uma entidade muito maior, mas eu, Jeshua, sou a parte encarnada dessa entidade (ou campo de consciência).
Eu não gosto muito do nome Jesus, pois ele ficou muito ligado a uma versão distorcida daquilo que eu represento. “Jesus” pertence às tradições e autoridades da igreja. Ele foi moldado para atender aos interesses dos patriarcas da igreja, durante séculos; tanto tempo, que a imagem de Jesus que prevalece agora está tão distante daquilo que eu represento, que eu ficaria realmente muito contente se vocês pudessem simplesmente liberá-la e me libertassem dessa herança.

Eu sou Jeshua, homem de carne e osso.
Eu sou seu amigo e irmão.
Eu estou familiarizado com todos os aspectos de ser um humano.
Eu sou professor e amigo.
Não tenham medo de mim.
Abracem-me como vocês abraçariam um parente.
Nós somos família.


Jeshua, Jesus e Cristo
Lily_Autumn_free_el1.png

A energia Crística que eu vim oferecer-lhes provém de uma energia coletiva que ultrapassou o mundo da dualidade. Isto significa que ela reconhece os opostos bom e mau, luz e escuridão, dar e receber, como aspectos de uma única energia.
Viver a partir da realidade da consciência Crística significa que não se luta contra nada. Há uma total aceitação da realidade. Esta ausência de luta ou resistência é a sua principal característica. Já que o Cristo (ou a energia Crística) reconhece os extremos de todos os pensamentos, sentimentos e ações como manifestações da energia divina única, não pode haver dualidade e nem julgamento na forma em que ela (a energia “cristificada”) vivencia a realidade.

Deixem-nos dar um exemplo aqui. Quando o Cristo em vocês observa um conflito armado entre povos, seu coração chora pelo destino dos vencidos, mas ele não julga. Ele sente a dor e a humilhação com cada golpe, e seu coração enche-se de compaixão, mas ele não julga. Ele observa o agressor, aquele que carrega a arma, que tem o poder, que inflige a dor, e ele sente... o ódio e a amargura dentro de si, e o seu coração se aflige, mas ele não julga. O coração do Cristo abraça todo o espetáculo com profunda compaixão, mas sem julgamento, pois ele reconhece todos os aspectos como experiências que ele próprio já vivenciou. Ele próprio já viveu todos esses papéis – de agressor e de vítima, de senhor e de escravo, e ele chegou à compreensão de que ele não é nenhum deles, mas, sim, aquilo que é subjacente a ambos.

A energia Crística passou por todas as energias da dualidade. Ela identificou-se, ora com a escuridão, ora com a luz, mas através de tudo isso, alguma coisa se manteve sempre a mesma. E quando ela percebeu a “mesmice” subjacente a todas as suas experiências, sua consciência ganhou um novo tipo de unidade: ela foi “cristificada”.
A energia cristificada é a energia que eu vim oferecer-lhes.
É muito difícil de explicar quem fui eu, mas eu tentarei, fazendo distinção entre três “identidades”: Jeshua, Jesus e Cristo.
Eu, aquele que está falando agora, sou Jeshua. Eu fui aquele que carregou a energia Crística na minha encarnação na Terra. Essa energia também pode ser chamada de Cristo.
Jesus – na minha terminologia – é o nome do homem Divino, que foi o resultado da infusão da energia Crística na realidade física e psicológica de Jeshua. Essa energia Crística foi derramada dentro de Jeshua, vinda de
esferas de Luz que estão – do seu ponto de vista – localizadas no seu futuro. Jesus foi o homem que realizou milagres e apresentou profecias. Jesus foi um emissário das esferas de Luz, encarnado em mim. De fato, ele foi o meu futuro eu. Jesus foi – do meu ponto de vista, como o homem Jeshua que vivia na Terra – o meu eu futuro, que se havia tornado um com a energia Crística. Como o Cristo nele era claramente presente e visível para muitas pessoas ao seu redor, ele lhes parecia divino.
Eu, Jeshua, fui um homem de carne e osso. O aspecto singular, e até certo ponto artificial, da “construção de Jesus”, é que eu recebi o meu/dele Eu Cristificado do futuro. Eu não fui cristificado com base no meu passado e nas experiências aí vivenciadas. Eu não alcancei a iluminação de uma forma natural, mas por meio de uma intervenção externa – por assim dizer – por uma infusão da energia Crística vinda do futuro. Eu concordei em desempenhar esse papel, antes de começar essa vida. Eu concordei em ser “ofuscado” pela presença de Jesus, como um ato de serviço e também devido a um anseio intenso por conhecer a realidade dos meus potenciais mais profundos.

Jesus, o meu eu futuro das esferas de Luz, tornou-se um com a energia Crística. Mas ele não representa a energia de Cristo aqui na Terra, pois essa energia abrange mais do que Jesus. Ele é uma parte, ou uma célula dela. Cristo ou a energia Crística (é mais como um campo de energia do que uma entidade pessoal) é a energia coletiva que tem muitos aspectos ou “células”, que estão cooperando entre si de tal modo, que funcionam como um único “organismo”. Cada célula faz uma contribuição única para o todo, enquanto experiencia a si mesma como um indivíduo que também é parte do todo. Estes diversos aspectos da energia Crística podem ser chamados de anjos ou arcanjos. Uma característica marcante dos anjos é que eles têm um sentido de individualidade, bem como um alto nível de desprendimento, que lhes permite sentirem-se um com as energias coletivas e estarem alegremente em serviço. A noção de (arc)anjos é elucidada na parte X da série Trabalhadores da Luz.


A missão de Jesus na Terra
fsacoladenatal-enfeite2.png
Jesus foi uma energia do futuro que veio à Terra para trazer iluminação e conhecimento para a humanidade. Ele veio de um outro mundo ou outra dimensão, e trouxe consigo a energia elevada da sua realidade. A sua percepção do seu próprio Eu Superior permaneceu intacta, enquanto ele encarnou na Terra. Devido à sua presença em mim, Jeshua, eu pude facilmente compreender a flexibilidade das leis materiais e “realizar milagres”.
A razão pela qual a personalidade de Jesus/Jeshua veio à Terra foi para criar uma abertura ou portal para um estado diferente de consciência. Eu queria dar um exemplo das possibilidades que estão disponíveis para cada ser humano.
Nas esferas de Luz de onde Jesus veio, sentia-se que a Terra estava indo numa direção que terminaria numa grande escuridão e auto-alienação para as almas envolvidas no experimento desse planeta. Decidiu-se que lhes seria dado um impulso poderoso para a mudança, o qual mostraria claramente aos seres humanos as chances disponíveis para eles. Ao enviarmos a energia da personalidade de Jesus, nós queríamos criar um espelho para os seres humanos e relembrá-los da sua própria origem divina e dos potenciais adormecidos que eles carregavam dentro de si. Os potenciais para a paz, a liberdade e a maestria sobre vocês mesmos.

Todo ser humano é o mestre da sua própria realidade. Vocês estão criando a sua realidade o tempo todo. Vocês são capazes de se desfazer de uma realidade miserável e insatisfatória e permitir que a Luz entre a transforme a sua criação. Cada um de vocês é o seu próprio mestre, mas vocês têm a tendência de entregar o seu poder para autoridades externas que se proclamam conhecedoras da verdade e alegam querer o melhor para vocês. Isto acontece na política, na medicina, na educação, etc. Inclusive a sua “indústria de entretenimento” está cheia de falsas imagens a respeito de felicidade, sucesso e beleza, que não servem a ninguém, a não ser àqueles que as constroem. Vocês já pensaram sobre quanto dinheiro é gasto só para criar imagens? Na mídia, nos jornais, nos filmes, no radio e na televisão, imagens são propagadas o tempo todo. De onde vêm essas imagens? Quem as cria?
As imagens são um meio de se exercer poder sobre as pessoas. As imagens podem tornar as pessoas subservientes e desconectá-las das suas verdadeiras necessidades, sem o uso da força física ou da violência. As imagens podem fazer com que as pessoas entreguem voluntariamente o seu próprio poder e valor. Elas iludem-nos de tal forma, que vocês não precisam ser violentamente forçados a nada; vocês aceitam os valores retratados pela imagem como se fossem os seus próprios, e agem de acordo com eles. Isto é o que chamaríamos de controle invisível da mente e é algo que viceja nas suas sociedades ocidentais “livres”.

A função da Luz é basicamente trazer clareza, consciência e transparência para as estruturas invisíveis de pensamento e sentimento, que moldam a sua vida. A Luz é o oposto do controle da mente. Quando a Luz entra numa realidade, ela quebra os grilhões do mero poder e autoridade e derruba as hierarquias neles baseadas. Ela leva o abuso do poder à luz e liberta as pessoas das desilusões e ilusões que lhes tiram seu poder de auto-decisão.

Jesus foi uma ameaça para a ordem reinante no tempo em que ele viveu. Através das suas palavras e simplesmente através do que ele irradiava, ele fez com que as estruturas do poder fossem vistas como elas verdadeiramente eram. Isto era intolerável e inaceitável para a hierarquia existente.

O papel de Trabalhador da Luz, que Jesus tomou para si, foi pesado, especialmente para mim, Jeshua, o ser humano que concordou em carregar essa energia intensa e radiante na minha vida. Eu, Jeshua, fui quase obscurecido pela força da presença de Jesus, a presença do meu futuro eu! Embora ele me preenchesse com grande percepção, amor e inspiração, para mim foi um grande desafio carregar fisicamente ou “sustentar” a sua energia. Eu não pude realmente integrar a energia dele no meu ser físico – as células do meu corpo ainda “não estavam prontas” para isso – então, no nível físico, meu corpo ficou exausto de carregar as energias intensas da Luz.

Além do aspecto físico, também havia uma carga psicológica por carregar a energia de Cristo. Eu achava muito difícil observar a natureza da energia de Cristo sendo freqüentemente mal compreendida, até mesmo pelos meus amigos mais próximos ou “discípulos”. Como o ser humano que eu era, muitas vezes eu me desesperei e duvidei do valor da jornada que eu empreendia. Eu sentia que o mundo não estava pronto para a energia Crística. Eu sentia que a sua essência não era reconhecida. Jesus foi verdadeiramente um pioneiro no seu tempo.

Resultados da vinda de Jesus à Terra

622462f76d4db88264819915571beb52.jpg
Através da vinda de Jesus à Terra, uma semente foi plantada. Foi a semente da energia de Cristo. As pessoas foram tocadas pelo que eu disse e fiz, e inconscientemente, no nível da alma, elas reconheceram a energia de Cristo. Nas profundezas de suas almas, uma lembrança agitou-se. Alguma coisa foi tocada e posta em movimento.

Na superfície, no nível daquilo que pode ser visto e sentido no mundo físico, a minha vinda criou muita comoção. Em virtude da lei da dualidade, uma infusão poderosa de Luz cria uma reação poderosa da Escuridão. Isto é simplesmente uma questão de lógica. A Luz confronta. Ela quer quebrar as estruturas do poder e libertar as energias aprisionadas. A Escuridão é a energia que quer suprimir e controlar. Então estas duas energias têm interesses opostos. Quando uma ganha poder, a outra revida, para se defender e recuperar o equilíbrio. Assim, a minha vinda à Terra também deu início a muita luta e violência, como uma reação contrária à Luz que eu vim difundir.

A perseguição aos meus seguidores, os primeiros Cristãos, é um exemplo dessa reação violenta. Mas os próprios Cristãos, os fundadores da Igreja, também não se abstiveram da violência ao procurarem difundir os meus ensinamentos. Pensem nas cruzadas e na Inquisição. Em nome de Cristo, foram cometidos muitos atos bárbaros de perversidade, tanto por Cristãos quanto por não-Cristãos.

Os mestres da Luz, que decidiram enviar-me como um emissário para a Terra, estavam conscientes do fato de que a energia intensa e sem precedentes de Jesus poderia invocar fortes reações da escuridão. Jesus penetrou na realidade da Terra como um cometa. Foi um tipo de medida de emergência que partiu das esferas de Luz, de energias que estavam profundamente interessadas na Terra e nos seus habitantes. Foi uma última tentativa de mudar a direção para a qual a Terra estava voltada, uma forma de interromper os ciclos de ignorância e destruição que continuavam se repetindo.

Os resultados foram ambíguos. Por um lado, a Luz de Jesus invocou muita Escuridão (como reação contrária). Por outro lado, a semente da consciência Crística foi plantada nos corações de inúmeras pessoas. Uma razão importante para a minha vinda foi despertar as almas dos Trabalhadores da Luz na Terra (Veja outras canalizações que explicam a noção de Trabalhador da Luz (1). Eles seriam mais sensíveis e receptivos à minha energia, embora muitos também tivessem se perdido na densidade e escuridão do plano terreno. Na verdade, os Trabalhadores da Luz são emissários da Luz, com a mesma missão de Jesus. A diferença é que, na sua encarnação num corpo físico, eles estão menos conectados com o seu Ser Divino e Vasto do que eu estava. Eles estão mais sujeitos às obrigações cármicas e às ilusões do plano da Terra. Eles estão mais presos ao passado. Na encarnação de Jesus, aconteceu algo especial: Jesus não trouxe nenhum peso cármico do passado e, assim, ele pode manter-se mais facilmente em contato com a sua divindade. Ele esteve aqui de um modo um tanto artificial – uma presença do futuro, que estava aqui e lá ao mesmo tempo.

Naquele tempo, a consciência dos seres de Luz, que juntos decidiram “inserir” a energia de Jesus na realidade da Terra, não era perfeita e onisciente. Todo ser consciente está, o tempo todo, no processo de desenvolvimento e compreensão de si mesmo. Entre os seres humanos, existe uma crença persistente de que tudo é predestinado por algum plano divino; por trás dessa crença, existe a noção de um Deus dominador e onisciente. Esta noção é falsa. Não existe nenhuma predestinação por parte de uma força externa. Existem apenas probabilidades, que são o resultado de escolhas internas que vocês mesmos fazem. Minha vinda à Terra baseou-se numa decisão tomada por uma energia coletiva de Luz, da qual Jesus fazia parte. Foi uma escolha que envolvia riscos e um resultado imprevisível.
A energia coletiva de Luz, da qual estou falando, é um reino angélico que está profundamente conectado com a humanidade e com a Terra, porque ajudou a cria-los. Na verdade, vocês são parte deles e não estão separados deles de jeito nenhum, mas agora nós estamos falando multidimensionalmente, isto é, em um nível de consciência que está fora da sua estrutura linear de tempo. Em uma outra dimensão de tempo, vocês são esses anjos que constituem as esferas de Luz, das quais Jesus desceu para a Terra (veja parte X da série Trabalhadores da Luz, onde há uma explicação aprofundada da dimensionalidade e da sua natureza angélica). Vocês – Trabalhadores da Luz – estão muito mais conectados com o “advento de Jesus”, essa infusão de energia Crística na Terra, do que vocês supõem. Até certo ponto, isso foi um esforço coletivo, para o qual todos vocês contribuíram e do qual eu, Jeshua, fui o representante visível, físico.

Minha mensagem foi que a energia de Cristo está presente em todos os seres humanos, como uma semente. Quando vocês me admiram como uma espécie de autoridade, vocês estão interpretando mal a minha mensagem.
Eu desejava e ainda desejo convidá-los a acreditarem em si mesmos, a encontrarem a verdade dentro de seus próprios corações, e a não acreditarem em nenhuma autoridade fora de vocês.
Ironicamente, a religião Cristã oficial colocou-me fora da sua realidade, como uma autoridade para ser adorada e obedecida. Isto é bem o contrário do que eu pretendia. Eu pretendia lhes mostrar que vocês mesmos podem ser um Cristo vivo.
Agora eu lhes peço para reconhecerem o Cristo em seu interior e a me devolverem a minha humanidade.
Eu sou Jeshua, homem de carne e osso, e verdadeiramente um amigo e irmão de todos vocês.

images?q=tbn:ANd9GcTJ6WTrAyYGRuNJw1-QNuQN3bZ0jbjAlch5hSMOWTrGGr4GE89r
 

www.jeshua.net



NATAL -e o verbo se fez carne e habitou entre nós (Jo 1, 14)

17/11/2018       


Pe. Luiz Antonio Belini 
Pároco de Quinta do Sol 

O Natal é para nós uma grande festa. Comemoramos o nascimento de Jesus. Há uma mobilização em torno dessa festa. Nossas Novenas de Natal buscam justamente dar vida a ela, rememorando a riqueza de seu significado, unindo as famílias e a vizinhança em torno dessa mensagem de esperança: Jesus, nosso salvador fez-se homem e desde dentro de nossa humanidade nos resgatou para o Pai

É comum em propagandas e em felicitações ouvirmos que ela seja a maior festa cristã. Mas não é. Nem a maior, nem a primeira. Somente o mundo contemporâneo popularizou a festa de aniversário de nascimento. No mundo antigo isto estava reservado aos nobres. Hoje, pelo contrário, causa estranheza encontrar alguém que não saiba o dia de seu nascimento e não o celebre de alguma forma, mesmo que da maneira mais simples. A primeira e maior festa cristã é a páscoa! A Igreja nasce da festa pascal: Jesus Ressuscitou! Está vivo, aleluia! É o querigma
O primeiro anúncio. 
O anúncio fundamental. 
E a páscoa (passagem) de Jesus foi apresentada como a verdadeira e definitiva scoa
A verdadeira passagem para a vida.Contraposta à páscoa judaica que celebra a libertação da escravidão do Egito e o  “nascimento” do povo hebreu como povo de Deus na aliança mosaica. À luz da ressurreição de Jesus, os cristãos “re-leram” sua história. Assim, os evangelhos o querem simplesmente ser uma biografia de Jesus, mas interpretar Jesus para nós. Em outras palavras: os evangelhos nos apresentam Jesus tal como Ele é para nós. As notícias biográficas ficam em segundo plano. Não porque elas não sejam interessantes, mas porque esta não era a preocupação primeira dos evangelistas. Assim, o natal não é simplesmente o nascimento de uma criança. O Natal é a festa da encarnação: “e o verbo se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1, 14).Deus assumiu a condição humana. Esvaziou-se de sua condição divina. Nos amou tanto a ponto de negar-se a sim mesmo por nós.

Aconteça O Que Acontecer

14/11/2018       

natale_20151227105151001081_20161206171347246706_20161208192952149173.jpg
Aconteça o que acontecer, esteja em paz com você mesmo. 
images?q=tbn:ANd9GcQ4bgckSRZqRcvJKljlzEDuVO-PmfnqdOKh5bMdoxX0C5W6W2_A
Aconteça o que acontecer, medite sobre a sua postura perante a vida, diante do seu próximo. 
images?q=tbn:ANd9GcTGPORDBAvmr77MxOJZLB4ib55sESHQhyg65_900i9w6NB2DS4A
Aconteça o que acontecer, esteja alerta aos seus sentimentos em relação a si e aos outros. 
africa-com-fome-fev2016.jpg
Aconteça o que acontecer, esteja em paz com Deus, que o criou e que lhe quer bem.
images?q=tbn:ANd9GcTyZfhaHVnaKWWjsufl2MnEGu4TJUTkO10nhcCWDgBzOghhXFnHVw 
Aconteça o que acontecer, esteja feliz, porque a vida é a melhor escola para que você cresça. 
images?q=tbn:ANd9GcQKhfrmSWEYEat-xRTP56dfOFn109y2IYd5CPF-fcdrvgE1RWyuxA
Aconteça o que acontecer, esteja em todos os corações com sua bondade, sua generosidade e sua doação. 
images?q=tbn:ANd9GcQmlTz8x7uLF4MRhqLz2i4VpyI4H5KlkN1jED8u4vH4OnE4x0FqJA
Aconteça o que acontecer, esteja ativo na vida, pois passivo e trancado, nada lucrarás, a não ser, a estagnação. 
images?q=tbn:ANd9GcTXZoVfKe3p6bQujuQpAtCIef0V2fmOCW8laJuZwMagJsc_JIStVA
Aconteça o que acontecer, ame, apoie, agasalhe, ajude ao próximo. 
images?q=tbn:ANd9GcSUcMcy0yOIQbUkCRFPpNAT9gA7ViGkqphINXtIhFkiD-QVTyPt
Aconteça o que acontecer, 
images?q=tbn:ANd9GcTrJqFPoDsXj-HpSYfbFanOIxB8AYQ7nTVmj4W5P9zXeCtMM4k-ow
esteja em paz. 
images?q=tbn:ANd9GcRj40uXw6ObJLeFTeZ8-hM5lv3ZeOoR9eXhwYRnzr0Z1-wvtqTL


O Eco

12/11/2018       

Resultado de imagem para imagens png enfeites Natalinos
Um filho e seu pai caminhavam pelas montanhas. 
De repente, seu filho cai, se machuca e grita: 
- Ai! 
Para sua surpresa, escuta uma voz 
que repete, em algum lugar da montanha: 
- Ai!
Curioso, pergunta: 
- quem és? 
Recebe como resposta: 
- quem és?
Contrariado, grita: 
- não te escondas e mostra a cara! 
e escuta a resposta: 
- não te escondas e mostra a cara!
O pai sorriu e lhe disse: 
- filho, presta atenção. 
Então ele grita:
- és um campeão! 
A voz responde:
- és um campeão!
O menino fica surpreso e não entende.
Então lhe explica o pai:
- As pessoas chamam a isso "eco", porém é mais que isso.
Na realidade, isso é a vida.
Ela dá de regresso tudo o que tu dizes ou fazes. 
Nossa vida é um reflexo de nossas ações. Se queres mais
amor no mundo, cria mais amor em teu coração.
Se queres mais capacidade em tua equipe,
desenvolva sua capacidade. Tua vida não é uma
coincidência, e sim uma consequência de ti mesmo.

As Virtudes que pensamos Ter

09/11/2018       



Quando afirmamos, diante de determinada situação, que perdemos a
paciência, na verdade significa dizer que ainda não temos a paciência que
acreditávamos possuir, pois quem a adquiriu, jamais a perde.

Quando concluímos que a nossa calma acabou, é sinal inequívoco de que
nunca fomos calmos, apenas trazíamos uma máscara que não resistiu aos
golpes que sofreu; então, evidenciamos o que realmente somos.

Quando dizemos que o amor que sentíamos por certa criatura deixou de
existir, na verdade estamos informando que, com relação a ela, mantínhamos
somente laços de atração, nada mais. O amor verdadeiro não acaba.

Quando observamos que a solidariedade que cultivávamos perdeu a
intensidade, podemos e ntender, sem medo de errar, que não éramos
autênticos na solidariedade, pois quem assim o é, não retroage.

Quando percebemos que estamos cansados de fazer a caridade, sem dúvida
nenhuma podemos concluir que nunca fomos totalmente caridosos, apenas
ensaiávamos pequenos gestos de bondade que se enfraqueceram por falta de
determinação e objetivo sério.

Quando reconhecemos o desânimo, com relação à destinação de nossas horas
de folga, na realização de trabalhos assistenciais em favor de criaturas
em sofrimento, iniciados com arrojo, devemos entender que não éramos
desprendidos como acreditávamos ser.

Quando identificamos a ausência do desejo de prosseguirmos no serviço de
edificação de uma sociedade mais justa e humana, ao registrarmos os
escândalos sociais que eclodem em todos os quadrantes da na ção, é porque,
no âmago, nunca tivemos a convicção absoluta dos nossos deveres dentro da
sociedade.

As virtudes que definitivamente adquirimos, jamais deixamos de possuir.
Assim, não perdemos paciência, fraternidade, amor, caridade, tolerância,
idealismo, determinação, coragem e outras tantas conquistas nobres e
sublimes, quando realmente as detemos.

Então, concluindo que não as temos mais ou que elas perderam a
intensidade, melhor será entender que não as tínhamos, carecendo,
portanto, de sérias e acuradas reflexões, para direcionar caminhos em
busca de obtê-las, com urgência e de forma total e absoluta. Então, se
incorporar-se-ão ao nosso quadro evolutivo e seguirão conosco para a
eternidade.

Reflitamos maduramente, pois muitas virtudes que pensávamos ter, em
realidade não temos.

Assim, oportuno será observar a advertência do Espírito Emmanuel quando
afirma que “só pela renovação íntima alcançaremos a perfeição”.

(Publicado no Livro “Mensagens de Esperança e Paz”, Autor Waldenir
Aparecido Cuin, da Editora EME)


Autodesenvolvimento

30/12/2017       
arvore1.jpg

Nego-me a submeter-me ao medo,

Que me tira a alegria de minha liberdade,

Que não me deixa arriscar nada,

Que me torna pequena e mesquinha,

Que me amarra,

Que não me deixa ser direta e franca,

Que me persegue,

Que ocupa negativamente a minha imaginação,

Que sempre pinta visões sombrias.

 

No entanto não quero levantar barricadas por medo do medo,

Eu quero viver, não quero encerrar-me.

Não quero ser amigável por medo de ser sincera.

Quero pisar firme porque estou segura,

E não para encobrir o medo.

E quando me calo, quero fazê-lo por amor

E não por temer as consequências de minhas palavras.

 

Não quero acreditar em algo só por medo de não acreditar.

Não quero filosofar por medo de que algo possa atingir-me de perto.

Não quero dobrar-me só porque tenho medo de não ser amável.

Não quero impor algo aos outros pelo medo de que possam impor algo a mim.

Por medo de errar não quero me tornar inativa.

Não quero fugir de volta para o velho, o inaceitável, por medo de não me sentir segura no novo.

Não quero fazer-me de importante porque tenho medo de ser ignorada.

Por convicção e amor quero fazer o que faço e deixar de fazer o que deixo de fazer.

Do medo quero arrancar o domínio de dá-lo ao amor.

E quero crer no reino que existe em mim.

Prece – Fernando Pessoa

30/12/2017       

https://www.youtube.com/watch?v=1M8f3mKNYYU

SENHOR, que és o céu e a terra, que és a vida e a morte! O sol és tu e a lua és tu e o vento és tu. Tu és os nossos corpos e as nossas almas e o nosso amor és tu também. Onde nada está tu habitas e onde tudo está – (o teu templo)  – eis o teu corpo.

Dá-me alma para te servir e alma para te amar. Dá-me vista para te ver sempre no céu e na terra, ouvidos para te ouvir no vento e no mar, e mãos para trabalhar em teu nome.

Torna-me puro como a água e alto como o céu. Que não haja lama nas estradas dos meus pensamentos nem folhas mortas nas lagoas dos meus propósitos.

Faze com que eu saiba amar os outros como irmãos e servir-te como a um pai. […]

Minha vida seja digna da tua presença. Meu corpo seja digno da terra, tua cama. Minha alma possa aparecer diante de ti como um filho que volta ao lar.

Torna-me grande como o Sol, para que eu te possa adorar em mim; e torna-me puro como a lua, para que eu te possa rezar em mim; e torna-me claro como o dia para que eu te possa ver sempre em mim e rezar-te e adorar-te.

Senhor, protege-me e ampara-me. Dá-me que eu me sinta teu. Senhor, livra-me de mim.

[Prece – no livro O EU PROFUNDO – Obras em Prosa – em um volume – Editora Nova Aguilar, 2da Edição – 1976, página 33]

Páginas: 21